Atraso na soja pode reduzir área de milho em até 40% em regiões de MT

quarta-feira, 12 de novembro de 2014 11:25 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A estiagem prolongada no início do plantio de soja deve reduzir em até 40 por cento a área plantada na segunda safra de milho em determinadas regiões de Mato Grosso, disse nesta quarta-feira a Aprosoja MT, entidade que reúne produtores do Estado.

Desde o início de outubro, as chuvas têm sido irregulares em Mato Grosso, provocando atraso na semeadura de soja, que alcança 67 por cento da área total prevista, contra 86 por cento no mesmo período do ano passado.

O atraso no plantio acarretará uma colheita da soja depois do planejado, não permitindo que muitas lavouras de milho "safrinha" sejam semeadas dentro da janela ideal de clima.

"Temos ouvido dos produtores decisões de reduzir drasticamente a área plantada de milho. Na região leste, por exemplo, essa queda pode chegar a até 40 por cento", disse o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas, em nota.

A Aprosoja projeta ainda redução de 30 por cento no norte e de 15 por cento na área plantada com milho no oeste e no sul do Estado.

Mato Grosso é o principal Estado produtor de milho do Brasil, com a produção concentrada na segunda safra.

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), ligado aos produtores rurais estimou que a safra 2013/14 foi de 17,7 milhões de toneladas, em 3,2 milhões de hectares. A entidade ainda não divulgou projeções para a nova safra de milho (2014/15).

(Por Gustavo Bonato)

 
Plantação de soja em Primavera do Leste, Mato Grosso. 07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker