Crescente exportação de etanol dos EUA deve sustentar milho, diz analista

quarta-feira, 12 de novembro de 2014 13:27 BRST
 

GENEBRA (Reuters) - As crescentes exportações de etanol dos Estados Unidos podem ajudar a suportar os preços do milho no ano que vem, apesar da enorme safra de milho norte-americana, disse o analista David Hightower nesta quarta-feira.

"As exportações de etanol dos Estados Unidos estão ocorrendo para o Brasil, o que é surpreendente, porque o Brasil é considerado altamente competitivo na produção de etanol", disse Hightower, da consultoria norte-americana de mesmo nome, durante uma conferência global de grãos.

"As exportações de etanol dos EUA para o Brasil e outras partes do mundo estão se tornando significativas", acrescentou.

Outros fatores que podem sustentar os preços do milho em 2015 em relação aos níveis baixos atuais incluem expectativas de aumento da demanda por ração animal, disse ele.

"Os preços baixos curam preços baixos", disse ele. "A demanda por ração provavelmente vai ficar maior e vai determinar um piso ao mercado."

Ele espera que a demanda de milho do importador chave, a China, continuará forte no ano que vem.

Há também a expectativa de que alguns agricultores norte-americanos poderão deixar de produzir milho após a colheita recorde de 2014, disse ele.

Os preços do milho em 2015 poderão variar entre 3,60 e 3,80 dólares por bushel em um ambiente externo negativo, incluindo um dólar desfavorável, e entre 4,20 e 5,20 dólares por bushel, em um ambiente mais positivo, disse ele.

O milho dezembro operava em alta de 2,7 por cento, a 3,83 dólares por bushel, nesta quarta-feira.

(Reportagem de Michael Hogan)