Lojas físicas do Walmart têm queda nas vendas trimestrais no Brasil

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 13:31 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Walmart mostrou fraco desempenho de vendas no Brasil no seu terceiro trimestre fiscal, enquanto rivais como Grupo Pão de Açúcar e Carrefour vêm conseguindo elevar o faturamento, mesmo diante de menor crescimento econômico do país.

As vendas líquidas em lojas físicas do Walmart caíram 0,7 por cento no trimestre encerrado em outubro.

O resultado não é inteiramente comparável ao de seus maiores concorrentes no Brasil, pois estes consideram a base de julho a setembro para o terceiro trimestre.

Nesse período, o Carrefour viu um aumento orgânico de 12,8 por cento nas vendas no Brasil, enquanto a divisão alimentar do GPA, que inclui as bandeiras Extra, Pão de Açúcar e Assaí, teve alta de 6,2 por cento na receita líquida sobre um ano antes.

Em conferência, o presidente do Walmart International, David Cheesewright, atribuiu o recuo nas vendas no Brasil a uma rede mais enxuta, após o fechamento de 25 lojas com desempenho abaixo da média no ano passado.

"Apesar da queda geral nas vendas, a equipe de administração continuou fazendo um grande progresso na redução das despesas operacionais, resultando em melhoria no lucro operacional", disse Cheesewright.

O Walmart, que não especifica os valores obtidos com as operações regionais, indicou queda na taxa de lucro bruto no Brasil no trimestre, o que aponta provável esforço promocional no período.

As vendas em mesmas lojas subiram 0,8 por cento no trimestre, com um aumento de 3,4 por cento no tíquete médio de compra compensando a redução de 2,6 por cento no tráfego.

Segundo Cheesewright, as ações para fortalecer o negócio brasileiro através da construção de um modelo de negócios "simples, escalável e rentável" ajudaram a guiar o avanço de vendas em bases comparáveis.   Continuação...