Índice europeu sobe, mas queda do petróleo prejudica setor de energia

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 16:12 BRST
 

Por Blaise Robinson

PARIS (Reuters) - O principal índice de ações europeu fechou em alta nesta quinta-feira, dando um respiro após a queda da sessão anterior, apesar da baixa das ações do setor de energia, que veio na esteira das perdas do preço do petróleo Brent.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,23 por cento, a 1.346 pontos.

O Brent caía mais de 2 por cento, para menos de 79 dólares o barril, atingindo o menor patamar em quatro anos, puxado em parte por dados mostrando que a economia da China perdeu força novamente em outubro.

As ações das importantes petroleira Total e BP caíram 0,9 por cento cada, enquanto os papéis das empresas de serviços de petróleo Seadrill e Saipem recuaram 4,3 por cento.

"Oitenta dólares por barril é o limiar da dor", disse o analista-chefe de mercado da IG França, Alexandre Baradez.

"Abaixo disso, muitos projetos das principais empresas de petróleo não são rentáveis ​​e uma grande quantidade de países produtores de petróleo começa a ter problemas graves de orçamento. É também um problema para a zona euro, porque arrasta para baixo a inflação".

Do lado positivo, o banco belga KBC teve alta de 6,1 por cento em suas ações depois de divulgar um lucro líquido melhor do que o esperado, enquanto os papéis da varejista portuguesa Jeronimo Martins subiram 6,8 por cento.

Com a temporada de resultados europeu se aproximando do fim, os resultados, de uma maneira geral, foram fortes, com 60 por cento das empresas que atingindo ou superando as previsões de lucro, de acordo com dados da StarMine.   Continuação...