Magnesita interrompe investimento em recursos de grafite

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 20:09 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O conselho de administração da produtora de refratários Magnesita decidiu interromper os investimentos da empresa na exploração de uma mina de grafite em Almenara, em Minas Gerais.

A decisão decorreu de análises sobre o volume de recursos minerais na região, que indicaram uma operação de "aproximadamente seis anos apenas com produção anual de 40 mil toneladas", informou a companhia.

Como resultado da interrupção dos investimentos, a Magnesita fará uma baixa contábil de 21 milhões de reais no quarto trimestre. O conselho determinou à diretoria da empresa que "explore opções estratégicas" envolvendo os recursos certificados e potenciais localizados.

A companhia teve prejuízo de 18,3 milhões de reais no terceiro trimestre, após resultado negativo um ano antes de 21,7 milhões. A receita operacional subiu 10,5 por cento no período, a 714,7 milhões de reais.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou 100,5 milhões de reais de julho a setembro, avanço anual de 31,2 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)