PF lança nova fase de Operação Lava Jato com 27 mandados de prisão

sexta-feira, 14 de novembro de 2014 10:48 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Polícia Federal lançou nesta sexta-feira nova fase da Operação Lava Jato, com a participação de 300 policiais federais que cumprem 85 mandados judiciais em cinco Estados e no Distrito Federal, e o bloqueio de cerca de 720 milhões de reais em bens de 36 investigados, informou a PF.

Os mandados incluem seis de prisão preventiva, 21 de prisão temporária, nove de condução coercitiva e 49 de busca e apreensão no Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco, além do Distrito Federal.

O ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque, estaria entre os presos, segundo informações publicadas no sites dos jornais O Estado de S. Paulo e da Folha de S. Paulo. A Polícia Federal não comentou essa informação imediatamente.

"Entre os mandados de busca, 11 estão sendo cumpridos em grandes empresas", informou a PF em comunicado à imprensa.

A maior parte das ações ocorre em São Paulo.

A empreiteira Odebrecht disse, em nota, que a Polícia Federal esteve no escritório da empresa no Rio de Janeiro para cumprimento de mandado de busca e apreensão de documentos, "expedido no âmbito das investigações sobre supostos crimes cometidos por ex-diretor da Petrobras".

A Odebrecht disse que recebeu os policiais, colaborou no acesso a documentos e reafirmou que está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos.

Segundo a imprensa, diversas endereços de diversas outras empreiteiras foram alvo da ação da Polícia Federal na manhã desta sexta, mas não há ainda informações oficiais sobre estas empresas.

"Foi autorizado também o bloqueio integral de valores pertencentes a três empresas referentes a um dos operadores do esquema criminoso", acrescentou a PF, sem dar mais detalhes sobre valores ou empresas envolvidas.   Continuação...