CSN vê chance de "correção de preços" de aço no Brasil por câmbio

sexta-feira, 14 de novembro de 2014 12:46 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional espera um cenário de estabilidade de preços de aço no Brasil no quarto trimestre, mas, para 2015, com a expectativa de que o câmbio passará a 2,75 reais por dólar, a empresa avalia que pode haver espaço para reajuste de preços.

"Com o câmbio de 2,40 a 2,60 (reais por dólar) a importação de aço fica inviável. Como estamos vendo o câmbio a 2,75 para o ano que vem, poderemos pensar num futuro próximo sobre uma correção de preços", disse o diretor comercial da siderúrgica, Luis Fernando Martinez, em teleconferência com analistas.

Segundo ele, o câmbio no atual patamar permite uma exportação maior de aço da empresa no quarto trimestre em relação ao terceiro trimestre, quando a empresa despachou ao exterior 353 mil toneladas, principalmente para os Estados Unidos. Para o quarto trimestre, a CSN espera exportações entre 300 mil e 400 mil toneladas de aço, disse o executivo.

A companhia informou mais cedo prejuízo líquido de 250,4 milhões de reais relativo ao terceiro trimestre e Ebitda abaixo de projeção média de analistas, num desempenho afetado pela queda dos preços do minério de ferro e fraqueza no mercado de aço brasileiro.

A CSN espera investir entre 400 milhões e 500 milhões de reais no quarto trimestre, encerrando 2014 com investimentos de cerca de 2 bilhões de reais, disse o diretor de relações com investidores, David Salama. Para 2015, o volume de investimentos deve ficar abaixo do aplicado este ano, afirmou.

Salama comentou que uma comitiva de executivos dos sócios asiáticos da divisão de mineração Namisa está em São Paulo neste final de semana para mais uma rodada de negociações envolvendo o plano da CSN de fundir a mineradora com sua mina Casa de Pedra, em Minas Gerais.

Porém, repetindo comentários feitos já diversas vezes em trimestres anteriores, o executivo evitou comentar quando a empresa espera ter um acordo com os sócios da Namisa, afirmando apenas que as discussões "estão caminhando".

Às 12h45, as ações da CSN exibiam queda de 3,70 por cento, enquanto o Ibovespa mostrava recuo de 1,18 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)