Índice europeu de ações fecha em queda; Nokia cai por decepção com meta para margem de lucro

sexta-feira, 14 de novembro de 2014 16:38 BRST
 

PARIS (Reuters) - O índice das principais ações europeias fechou em queda nesta sexta-feira, devolvendo a maior parte dos ganhos da sessão anterior, com o setor de mineração pressionado pela queda dos preços dos metais devido a preocupações com o crescimento da China.

O papel da fabricante de equipamentos de telecomunicação Nokia recuou 5,5 por cento, com operadores citando decepção com a revisão da meta de margem de lucro do grupo.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, caiu 0,17 por cento, a 1.344 pontos.

A maior queda, contudo, foi a do papel da companhia espanhola de energias renováveis Abengoa, caindo 37 por cento, pressionada pela confusão dos investidores sobre um dos bônus da companhia.

As vendas da ação começaram na quinta-feira quando a diretoria da Abengoa informou que a dívida captada por sua unidade Abengoa Greenfield seria organizada de uma maneira que não era esperada por investidores. A confusão sobre a classificação da dívida soma-se a queixas sobre a transparência na companhia.

O papel da mineradora Anglo American caiu 0,4 por cento e o da rival BHP Billiton perdeu 0,3 por cento, pressionados por mais fraqueza nos preços do cobre. O índice de matérias-primas do STOXX 600 acumula baixa de 15 por cento nos últimos quatro meses.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,29 por cento, a 6.654 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,05 por cento, a 9.252 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,35 por cento, a 4.202 pontos.   Continuação...