S&P 500 fecha em nova máxima recorde por notícias de fusões e aquisições

segunda-feira, 17 de novembro de 2014 20:13 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O S&P 500 fechou em nova pontuação máxima recorde nesta segunda-feira, uma vez que notícias sobre fusões e aquisições ofuscaram preocupações sobre o crescimento em outros países depois que o Japão entrou em recessão.

O índice Dow Jones subiu 0,07 por cento, a 17.647 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,07 por cento, a 2.041 pontos. O Nasdaq caiu 0,37 por cento, a 4.671 pontos.

As ações da Baker Hughes, com alta de 8,9 por cento, e da Allergan, subindo 5,3 por cento, deram impulso ao S&P 500, após a Halliburton informar que compraria a Baker Hughes e que a Allergan aceitou ser comprada pela Actavis.

O Nasdaq foi pressionado por quedas de ações como Google, que recuaram 1,5 por cento, Gilead, que tiveram perda de 1,6 por cento, Amazon, que caíram 1,5 por cento, e Netflix, caindo 1,3 por cento.

"Isso mostra a força do mercado geral, em que é possível ter essa notícia de recessão no Japão e, mesmo assim, o mercado subir", disse o diretor de investimento da North Star Investment Management, Eric Kuby.

As ações da LinkedIn caíram 4,5 por cento, após uma pessoa familiarizada com o assunto dizer à Reuters que uma versão profissional da rede social Facebook será lançada nos próximos meses. Ela competiria com serviços como o LinkedIn. As ações do Facebook caíram 0,9 por cento.