AstraZeneca diz ter feito progresso significativo com novos medicamentos

terça-feira, 18 de novembro de 2014 09:27 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A AstraZeneca, determinada a mostrar que tem um forte futuro independente após rejeitar uma oferta de 118 bilhões de dólares da Pfizer em maio, disse ter feito um bom progresso no desenvolvimento de uma série de novos medicamentos.

Sinalizando um portfólio "líder na indústria" de medicamentos para o câncer que aumentam a imunidade, a companhia também adiantou a data de registro para uma nova pílula para câncer de pulmão e afirmou que tem potencial para obter entre oito e dez novas aprovações de medicamentos em 2015-2016 em todas as áreas de doenças.

A empresa reiterou que está a caminho de retornar ao crescimento e que as vendas anuais avançarão em três quartos para superar 45 bilhões de dólares até 2023, previsão que fez inicialmente em maio, quando combatia a oferta da Pfizer.

Executivos da AstraZeneca apresentarão mais detalhes em um encontro de investidores de seis horas mais tarde nesta terça-feira. O evento ocorre oito dias antes de regras de aquisição britânicas permitirem à Pfizer renovar sua tentativa, opção que alguns investidores veem agora como improvável.

"Mais que dobramos o número de medicamentos potenciais em nossa linha de último estágio desde 2012 e estamos a caminho de voltar ao crescimento em 2017", disse o presidente-executivo da empresa, Pascal Soriot, em comunicado. "Estamos construindo uma companhia sustentável, mais durável e rentável".

Embora a empresa tenha mais medicamentos para serem lançados, a AstraZeneca ainda enfrenta grandes desafios, com diversas patentes expirando nos próximos anos, e Soriot disse que continuará a buscar parcerias e aquisições para fortalecer o negócio.

(Por Ben Hirschler)