Reservas de petróleo da saudita Aramco devem subir para 900 bi barris até 2025

terça-feira, 18 de novembro de 2014 13:04 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - A petroleira estatal da Arábia Saudita Saudi Aramco [SDABO.UL] espera ter 900 bilhões de barris em reservas até 2025, ante os atuais 790 bilhões de barris, disse um executivo da companhia nesta terça-feira.

As atuais reservas recuperáveis de petróleo bruto e reservas estão em cerca de 260,2 bilhões de barris.

"A demanda por hidrocarbonetos irá subir a despeito do que está acontecendo com os preços do petróleo", disse Jamal Al Khonaifer, diretor de desenvolvimento da Saudi Aramco, durante uma conferência do setor em Moscou.

Ele disse que 395 bilhões de barris dos atuais 790 bilhões de barris são reservas provadas ou possíveis.

"A Aramco produz cerca de 9,5 milhões de barris por dia, e, se ela precisar substituir estas reservas, ela precisará acrescentar cerca de 35 bilhões de barris em novas reservas a cada 10 anos. É um desafio muito grande", disse Sadad al-Husseini, um ex-executivo da Saudi Aramco.

O presidente da Aramco, Khalid al-Falih, disse em janeiro que a companhia está "buscando aumentar a taxa média de recuperação de petróleo das reservas em 20 por cento, o que poderia acrescentar 160 bilhões de barris em reservas. O volume é mais do que as atuais reservas dos Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido e Brasil juntas".

(Por Olesya Astakhova)