Assembleia de acionistas da Oi aprova grupamento de ações

terça-feira, 18 de novembro de 2014 19:37 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Acionistas da operadora Oi aprovaram nesta terça-feira o grupamento de ações proposto pelo conselho de administração, sem ressalvas, segundo ata da assembleia.

A proposta era agrupar a totalidade de ações ordinárias e preferenciais na razão de dez para uma, conforme fato relevante publicado em 15 de outubro. Recibos de ações da empresa negociadas em Nova York serão agrupadas na mesma proporção.

Como resultado do grupamento, as atuais 2.861.553.190 ações ordinárias e 5.723.166.910 ações preferenciais passarão a representar 286.155.319 ações ordinárias e 572.316.691 ações preferenciais, respectivamente, segundo a ata.

O capital social de 21,438 bilhões de reais passa a ser representado por 858.472.010 ações.

As ações da companhia passarão a ser negociadas exclusivamente grupadas a partir de 22 de dezembro.

A proposta vem após forte queda nos preços das ações da companhia, diante de tumultuado processo de fusão com a Portugal Telecom e a troca de presidente-executivo após a saída de Zeinal Bava, substituído por Bayard Gontijo.

As ações ON da Oi fecharam em alta de 0,72 por cento nesta terça-feira, a 1,40 real, e as ações PN subiam 1,56 por cento, para 1,30 real. O Ibovespa fechou em alta de 1,57 por cento.

(Por Luciana Bruno)