Citi corta cerca de 35 posições em mesa de operações de Londres, dizem fontes

quarta-feira, 19 de novembro de 2014 11:48 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O banco norte-americano Citi cortou cerca de 35 posições em sua operações em mercados de capitais em Londres, disseram fontes com conhecimento das mudanças nesta quarta-feira.

Os cortes, anunciados internamente no mês passado, aconteceram em todas as classes de ativos, disseram as fontes, e incluem o chefe de estratégia cambial do G10, Valentin Marinov.

A decisão é o mais recente sinal da pressão sobre posições com altos salários nas mesas de negociação de bancos diante do crescimento de negócios realizados por máquinas e de reduções mais amplas nos bancos desde a crise financeira de 2008. Além disso, os bancos estão fazer reservas de capital bilionárias diante do custo de litígios envolvendo manipulação de mercados de moedas e juros.

O Citigroup afirmou durante a publicação de seus resultados de terceiro trimestre no mês passado que está deixando o segmento de varejo bancário em 11 mercados, incluindo Japão e Egito.

O terceiro maior banco dos Estados Unidos, construído por uma série de aquisições que remontam a 1980, tem tentado reduzir seu tamanho desde a crise financeira para se tornar tão lucrativo quanto rivais.