Problemas globais e volatilidade deixaram Fed com quadro turvo, mostra ata

quarta-feira, 19 de novembro de 2014 17:16 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Um Federal Reserve dividido esquadrinhou dados sobre inflação, volatilidade nos mercados de ações e bônus e o crescimento global anêmico e acabou com um quadro turvo do que isso significa para a economia dos Estados Unidos, de acordo com a ata da reunião de outubro do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês).

O comunicado do Fed divulgado após a reunião relevou amplamente as turbulências do mercado em meados de outubro e o crescimento enfraquecido em outras economias desenvolvidas. O banco central reafirmou a confiança de que a economia dos EUA continuaria crescendo e progredindo gradualmente à meta do Fed, de pleno emprego e inflação modesta, de 2 por cento.

Mas a ata reflete uma discussão complexa. A equipe do Fed cortou sua estimativa para o crescimento dos EUA no curto prazo e integrantes do banco central dividiram-se sobre quão diretamente admitir suas preocupações com a volatilidade do mercado e a situação global por temerem piorar a situação.

Um núcleo sólido de autoridades disse que o Fed precisava permanecer vigilante de que as expectativas públicas e do mercado sobre a inflação poderiam ainda caminhar para baixo --uma possibilidade preocupante que poderia aumentar as chances de um danoso período de estagnação ou até mesmo declínios em salários e preços. O ritmo fraco da inflação se tornou uma preocupação central nos EUA e em outros bancos centrais.

"Muitos participantes observaram que o Comitê deveria permanecer atento à evidência de uma possível mudança para baixo nas expectativas de inflação de longo prazo", segundo a ata. "Alguns destacaram que se esse resultado ocorresse, seria ainda mais preocupante se o crescimento mostrasse fraqueza".

(Reportagem de Howard Schneider)