19 de Novembro de 2014 / às 19:58 / 3 anos atrás

Dólar cai ante real pelo 2º dia com expectativas sobre novo ministro da Fazenda

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda ante o real pela segunda sessão seguida nesta quarta-feira, com investidores na expectativa do anúncio da nova equipe econômica da presidente Dilma Rousseff, em especial o substituto de Guido Mantega no comando do Ministério da Fazenda.

A divisa norte-americana caiu 0,56 por cento, a 2,5757 reais na venda, após cair 0,52 por cento na sessão passada. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 900 milhões dólares.

"O mercado está nervoso porque não sabe como vão ser os próximos anos, então corre atrás de qualquer conversa sobre possíveis ministros", disse o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno.

Rumores sobre o nome do próximo ministro da Fazenda vêm circulando nas mesas de câmbio e afetando os preços dos ativos brasileiros nas últimas semanas. Nos últimos dias, investidores têm apostado que aumentaram as chances de ser indicado um nome com visão mais em linha com os mercados financeiros.

Os mais citados nos mercados para o cargo são o ex-secretário-executivo da Fazenda Nelson Barbosa, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles --claro favorito dos mercados-- e o atual presidente da autoridade monetária, Alexandre Tombini, além do presidente-executivo do Bradesco, Luiz Trabuco.

Nesta quarta-feira, uma fonte do governo afirmou à Reuters que Dilma está "perto" de anunciar o próximo ministro da Fazenda, sem definir quando isso ocorrerá.

"A cada dia que passa, surgem novas histórias de (possíveis) ministros", disse o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

O comportamento do dólar no Brasil destoou do exterior, onde a moeda norte-americana se fortaleceu durante a maior parte da sessão com a expectativa de que a ata da última reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, traria um tom relativamente duro sobre o futuro da política monetária dos Estados Unidos.

Após o fechamento, o documento mostrou que autoridades do Fed chegaram a poucas conclusões sobre qual o impacto das turbulências globais e a volatilidade nos mercados sobre a economia dos EUA. O contrato do dólar futuro para dezembro ampliou as perdas após a divulgação da ata.

Em sua atuação diária no câmbio, o BC brasileiro vendeu nesta manhã a oferta total de até 4 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares. Foram vendidos 1,5 mil contratos para 1º de junho e 2,5 mil para 1º de setembro de 2015, com volume correspondente a 196,7 milhões de dólares.

O BC também vendeu nesta sessão a oferta integral de até 14 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em 1º de dezembro, equivalentes a 9,831 bilhões de dólares. Ao todo, a autoridade monetária já rolou cerca de 61 por cento do lote total.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below