Crescimento de empresas na zona do euro desacelera acima do previsto, mostra PMI

quinta-feira, 20 de novembro de 2014 08:39 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O crescimento do setor empresarial da zona do euro ficou abaixo de todas as previsões em novembro, enquanto as novas encomendas caíram pela primeira vez em mais de um ano, apesar de nova redução de preços, mostrou uma pesquisa nesta quinta-feira.

O índice dos gerentes de compras (PMI) do Markit composto, baseado em levantamentos com milhares de empresas e visto como um bom indicador de crescimento, caiu para 51,4 ante 52,1 em outubro, ficando abaixo da menor previsão em uma pesquisa da Reuters.

"Isso vai ser uma grande decepção para o Banco Central Europeu. Esta é a zona euro, mais ou menos, apenas continuando estagnada, uma nova recessão é uma probabilidade cada vez maior", disse o economista-chefe da Markit, Chris Williamson.

O PMI para o setor de serviços também frustrou todas as estimativas ao recuar para 51,3 ante 52,3 em outubro, enquanto o índice do segmento industrial caiu a 50,4 ante 50,6 no mês anterior, abaixo da mediana das projeções (50,8).

Todos, no entanto, permaneceram acima da marca de 50, que separa crescimento de contração.

O indicador composto referente às novas encomendas caiu para 49,9, primeira vez abaixo de 50 desde julho de 2013.