Governo português diz intervirá na venda da Portugal Tel se houver risco de desmembramento

quinta-feira, 20 de novembro de 2014 18:32 BRST
 

Por Daniel Alvarenga

LISBOA (Reuters) - O governo português somente intervirá no processo de venda de negócios da Portugal Telecom em caso de risco de desmembramento da companhia detida pela Oi, disse nesta quinta-feira o ministro da Economia do país, António Pires de Lima.

"Acompanhamos a evolução desse assunto com interesse no governo, mas não pretendemos interferir num processo até porque, francamente, só se justificaria algum tipo de intervenção por parte do Estado se houvesse um risco de desmembramento", disse Pires de Lima a jornalistas, nos corredores do Congresso das Comunicações.

Segundo o ministro, o setor de telecomunicações é por natureza aberto a mudanças.

Para ele, este momento de mudanças poderá ser uma oportunidade para introduzir uma "maior racionalidade e competitividade no próprio setor".

Na semana passada, as empresas de private equity Apax Partners e Bain Capital avançaram com uma oferta conjunta de 7,075 bilhões de euros pelos ativos portugueses da Portugal Telecom, acima da proposta de 7,025 bilhões de euros feita pelo grupo Altice.

Os Correios de Portugal (CTT) também disseram que vão acompanhar o processo de venda da Portugal Telecom e analisar todas as oportunidades que criem valor para os seus accionistas.