Unitel faz parceria com Google para conectar Brasil, África e EUA com cabo submarino

sexta-feira, 21 de novembro de 2014 11:51 BRST
 

LISBOA (Reuters) - A principal companhia angolana de telecomunicações Unitel, cuja presidente-executiva Isabel dos Santos tem uma oferta pública de aquisição (OPA) para comprar indiretamente 25,6 por cento da brasileira Oi, fez uma parceria com a Google para lançar um cabo de fibra óptica submarino, que ligará África, Brasil e Estados Unidos, anunciou a empresa.

A filha do presidente de Angola é presidente-executiva da Unitel e dona da portuguesa Terra Peregrin, que em 9 de novembro lançou uma OPA geral sobre a PT SGPS, oferecendo 1,35 euro por ação.

A oferta teve como objetivo adquirir os 25,6 por cento que a PT SGPS tem na Oi e manter a PT Portugal intacta ao travar a venda destes ativos de telecomunicações portugueses, que são detidos pela companhia brasileira.

A Unitel disse que a sua presidente-executiva destacou o crescimento das telecomunicações na África e "apontou a conectividade em banda larga como o próximo grande desafio além do móvel", de forma a implementar fibra de alta qualidade para apoiar as comunicações móveis e os negócios no continente.

"(Isabel dos Santos) revelou ainda que a Unitel está envolvida numa parceria com a Google para lançar um cabo de fibra óptica submarino que vai ligar África ao Brasil e o Brasil aos EUA", afirmou a Unitel em comunicado.

"É um projeto que está em curso e o primeiro quilômetro foi construído há duas semanas", acrescentou.

A Unitel disse que tem 10 milhões de clientes e mais de 2 mil colaboradores, sendo a maior empresa privada da Angola.

"(A Unitel) tem vindo a expandir-se para outros países do continente africano, nomeadamente Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, afirmando-se cada vez mais como líder no setor na África", frisou a Unitel.

(Por Sérgio Gonçalves)