Rússia contabiliza em até US$140 bi as perdas com sanções e queda no petróleo

segunda-feira, 24 de novembro de 2014 09:02 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - Uma queda nos preços do petróleo e sanções impostas pelo Ocidente por causa da crise na Ucrânia estão custando à Rússia até 140 bilhões de dólares por ano, disse o ministro das Finanças russo, Anton Sluanov, nesta segunda-feira.

"Estamos perdendo cerca de 40 bilhões de dólares ao ano por causa de sanções geopolíticas, e cerca de 90 bilhões a 100 bilhões de dólares por causa da queda dos preços do petróleo em 30 por cento", disse Siluanov em uma coletiva de imprensa.

"A principal questão que afeta o orçamento e a economia e o sistema financeiro: é o preço do petróleo e a queda nos fluxos monetários provenientes da vende de recursos energéticos."

O preço do petróleo caiu de 115 dólares para em torno de 80 dólares o barril em junho. A rubrica petróleo e gás corresponde a cerca de dois terços dos rendimentos com exportações da Rússia.

A economia russa deve crescer quase nada este ano, em que as sanções impostas pelos EUA e Europa devido à Ucrânia tiveram o efeito de afastar o investimento externo, exacerbando um desaquecimento já em curso.

O banco central da Rússia prevê que a economia ficará estagnada pelos três anos que compõem seu cenário base, resultado bem distante do crescimento nos primeiros anos do mandato do presidente Vladimir Putin.

(Reportagem de Elena Fabrichnaya)

 
Ministro das Finanças, Anton Siluanov, durante conferência sobre investimentos organizada pela Reuters em Moscou.  24/09/2014. REUTERS/Maxim Shemetov