Votorantim Industrial tem lucro maior no 3o trimestre

segunda-feira, 24 de novembro de 2014 11:35 BRST
 

Por Guillermo Parra-Bernal

SÃO PAULO (Reuters) - O lucro líquido da Votorantim Industrial subiu no terceiro trimestre apesar das desafiadoras perspectivas para a siderurgia, mineração e metalurgia no período, com o grupo industrial elevando esforços para conter custos e reduzir dívida.

O grupo com sede em São Paulo, cujos ramos de atuação vão de cimento e mineração a siderurgia e celulose, teve lucro líquido de 578 milhões reais no trimestre, um aumento de 52 por cento sobre um ano antes, segundo balanço publicado nesta segunda-feira. A receita aumentou em cada um dos cinco segmentos do grupo, afirmou a companhia.

No trimestre, a receita teve um alta anual de 4 por cento, para cerca de 7,4 bilhões de reais. Apesar dos gastos em ativos fixos terem subido 19 por cento, a 594 milhões de reais no trimestre, a Votorantim Industrial gerou 1,1 bilhão de reais em fluxo de caixa livre.

Isso permitiu que o conglomerado cortasse a dívida líquida para 2,51 vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ao final de setembro, ante 2,85 vezes o Ebitda em junho.

O Ebitda totalizou 2,38 bilhões de reais no trimestre, com margem de 32,2 por cento. No mesmo período do ano passado e no segundo trimestre deste ano, a margem Ebitda foi de 21,3 e 21,6 por cento, respectivamente.

A receita da divisão de cimento, que responde por mais de metade da receita da Votorantim Industrial, avançou, bem como a receita na unidade de aços longos, mesmo com a demanda pelos dois insumos caindo no Brasil durante o trimestre. O real mais fraco contra o dólar ajudou aumentar a receita da divisão de mineração, acrescentou a companhia no balanço.