Brasil faz 1º embarque de carne suína in natura aos EUA, diz governo

segunda-feira, 24 de novembro de 2014 18:32 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil exportou pela primeira vez carne suína in natura para os Estados Unidos, após cerca de dois anos de negociações, informou o Ministério da Agricultura brasileiro em nota nesta segunda-feira.

O volume embarcado foi pequeno, de 25 toneladas, a partir do porto de Itajaí, em Santa Catarina, na última quinta-feira, acrescentou o ministério.

Mas especialistas argumentam que a efetivação de vendas ao exigente mercado dos EUA pode credenciar as empresas brasileiras a realizarem negócios com outros potenciais importantes novos mercados.

Atualmente, duas plantas estão habilitadas para exportação aos EUA, as unidades da Aurora de Chapecó e da BRF, de Herval do Oeste, ambas em Santa Catarina, Estado considerado livre de febre aftosa sem vacinação.

Os EUA são os maiores exportadores de carne suína do mundo, enquanto o Brasil figura na quarta posição global no ranking de exportação, segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

De acordo com o ministro da Agricultura, Neri Geller, a exportação indica a confiança adquirida pelo Serviço de Inspeção Federal brasileiro.

"Além disso, a abertura de novos mercados reflete as condições favoráveis do Brasil para atender tanto a demanda interna quanto a externa", disse no comunicado.

O Brasil produziu em 2013 um total de 3,52 milhões de toneladas de carne suína. Este ano, a produção já chega a 3,55 milhões de toneladas, segundo o ministério.

Até outubro de 2014, o país já exportou 410 mil toneladas do produto, o equivalente a 1,33 bilhão de dólares, contra 1,35 bilhão de dólares em todo o ano passado, que teve embarques de aproximadamente 513 mil toneladas.

 
Porcos bebem água em fazenda na cidade de Lucas do Rio Verde, Mato Grosso. 28/02/2008 REUTERS/Paulo Whitaker