ING corta 1.700 postos de trabalho como parte de investida digital

terça-feira, 25 de novembro de 2014 07:17 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - O ING, maior banco holandês, disse nesta terça-feira que cortará 1.700 postos de trabalho nos próximos três anos como parte de uma investida no segmento de serviços bancários online e que fará uma provisão de 320 milhões de euros (397,66 milhões de dólares) no quarto trimestre para financiar a medida.

O banco afirmou que os cortes e investimentos associados em tecnologia da informação renderão economias brutas anuais de cerca de 270 milhões de euros a partir de 2018. A maior parte dos cortes será feita em unidades do banco de varejo, centros de administração, call centers e departamentos de TI.

Mais cedo neste mês, o rival estatal ABN Amro, segundo maior banco holandês, disse que iria cortar 1.000 postos de trabalho como parte de sua estratégia de digitalização que envolverá cortes em sua rede de agências.

O ING disse que investirá cerca de 200 milhões de euros em seus sistemas de TI entre 2015 e 2017, consolidando os sistemas que usa em seu aplicativo móvel, site, call center e agências de bancos, permitindo que os mesmos serviços sejam oferecidos em cada um dos canais.

"Estamos criando uma experiência consistente para o consumidor ao integrar nossos canais de serviço na Holanda e fazendo um investimento substancial para simplificar e aprimorar nossos sistemas de TI", disse o presidente-executivo Ralph Hamers.

(Por Thomas Escritt)