Taxa de crescimento dos EUA no 3º tri é revisada para cima a 3,9%

terça-feira, 25 de novembro de 2014 13:58 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos tiveram crescimento muito mais forte que se pensava inicialmente no terceiro trimestre, indicando fortalecimento dos fundamentos, que devem sustentar a economia no restante do ano.

O Departamento do Comércio nesta terça-feira elevou sua estimativa de Produto Interno Bruto (PIB) para ritmo anual de 3,9 por cento, ante os 3,5 por cento divulgados no mês passado, refletindo revisões para cima em gastos de consumidores e empresas.

O crescimento no segundo trimestre foi de 4,6 por cento.

Economistas consultados pela Reuters estimavam que o crescimento cairia para um ritmo de 3,3 por cento.

Os estoques também foram revisados para cima, com o reabastecimento de estoques respondendo apenas por um leve impacto no crescimento do PIB. Isso também ajudou a compensar revisões para baixo no crescimento da exportação.

Os estoques, no entanto, podem pesar sobre o crescimento nos três últimos meses do ano. Os gastos com construções residenciais também foram revisados para cima.

Este foi o quarto dos últimos cinco trimestres que a economia registrou crescimento acima de um ritmo de 3,5 por cento. Dados que vão desde indústria a empregos e até vendas no varejo sugerem que a economia reteve parte do ímpeto no começo do quarto trimestre.

Os Estados Unidos continuam sendo um ponto de destaque em uma economia global cada vez mais sombria, com o Japão de volta à recessão e o crescimento na zona do euro e na China desacelerando significativamente.

O relatório sobre o PIB dos EUA também mostrou que os lucros comparativos após impostos cresceram a um ritmo de 3,2 por cento no terceiro trimestre, desacelerando em comparação ao forte ritmo de 8,6 do segundo trimestre.   Continuação...

 
Bandeira dos Estados Unidos na Bolsa de Valores de Nova York. 26/03/2009 REUTERS/Chip East