BCE pode decidir sobre compras de títulos soberanos no 1º tri, diz Constâncio

quarta-feira, 26 de novembro de 2014 09:16 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) poderá avaliar no primeiro trimestre do ano que vem se precisa começar a comprar títulos soberanos para estimular a economia da zona do euro, disse nesta quarta-feira o vice-presidente da instituição, Vítor Constâncio.

O BCE já iniciou as compras de bônus cobertos e empréstimos agrupados conhecidos como títulos lastreados em ativos (ABS, na sigla em inglês), com perspectiva de elevar o tamanho de seu balanço contábil a níveis vistos no início de 2012 --cerca de 1 trilhão de euros acima do nível atual.

"Temos que, claro, monitorar de perto se o ritmo de sua evolução está em linha com essa expectativa", disse Constâncio. "Durante o primeiro trimestre do ano que vem poderemos avaliar melhor se esse é o caso."

"Caso não, teremos que considerar comprar outros ativos, incluindo títulos soberanos no mercado secundário, o mais robusto e mais líquido mercado de ativos disponível", ele acrescentou no texto de um discurso a ser realizado em Londres.

As declarações de Constâncio são o mais claro indício até o momento de uma autoridade do BCE sobre o momento de qualquer decisão sobre imprimir dinheiro para comprar títulos soberanos, uma política conhecida como "quantitative easing" que os mercados financeiros veem como a melhor chance de o banco central estimular a economia.

A inflação da zona do euro está em 0,4 por cento, muito abaixo da meta do BCE de pouco abaixo de 2 por cento, e Constâncio afirmou que ela "ameaça continuar em baixa por ainda algum tempo".

"O ambiente de baixo crescimento nominal que agora prevalece cria sérios riscos ao tecido social e econômico da zona do euro", disse ele.

(Por Marc Jones)