Índice acionário europeu reduz ganhos após Opep, mas fecha em alta por DAX

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 15:54 BRST
 

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - Recuos de ações do setor de energia limitaram os ganhos do principal índice acionário europeu nesta quinta-feira, após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) resistir à pressão para cortar a oferta diante da queda global do preço do petróleo.

Mesmo assim, o índice terminou em alta, liderado pelo alemão DAX, que ampliou seu recente rali na esteira de dados favoráveis e expectativas de mais estímulos do Banco Central Europeu (BCE).

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,23 por cento, a 1.392 pontos, com baixo volume de negócios devido ao feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos.

Já o DAX subiu pela 11ª sessão, chegando a 100 pontos de sua máxima histórica, atingida em junho.

A taxa de desemprego tocou a mínima recorde em novembro e, ao mesmo tempo, dados fracos sobre inflação ajudaram a alimentar expectativas de que o BCE reaja comprando títulos.

"Precisaremos ver mais ação do BCE para que o rali em mercados mais fracos seja estendido. Com expectativas de ação no ano que vem, talvez apenas medidas em dezembro surpreendam mercados", disse a gestora de fundos europeus do Ashburton, Veronika Pechlaner.

Ações ligadas a petróleo foram pressionadas e marcaram as 12 maiores quedas do índice, enquanto o petróleo desabava 6 dólares tocando a mínima em quatro anos após a decisão da Opep de não reduzir a produção.

O índice de petróleo e gás do STOXX Europe 600 ampliou as perdas e passou a cair 4 por cento após a reunião.   Continuação...