Levy anuncia meta de superávit primário para 2015 de 1,2% do PIB

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 16:20 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Joaquim Levy, nomeado para assumir o Ministério da Fazenda, anunciou nesta quinta-feira que o setor público irá perseguir no próximo ano uma meta de superávit primário de 1,2 por cento do Produto Interno Bruto, num primeiro sinal de mudança para uma política mais austera no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

Para 2016, Levy disse em seu primeiro pronunciamento como indicado para comandar a equipe econômica, que o país não deve perseguir um superávit menor do que 2 por cento do PIB em 2016.

(Por Luciana Otoni e Jeferson Ribeiro)