Malaysia Airlines tem pior prejuízo trimestral desde 2011, afetada por incidentes em 2 voos

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 13:31 BRST
 

KUALA LUMPUR (Reuters) - A Malaysia Airlines divulgou nesta sexta-feira seu pior prejuízo trimestral desde o final de 2011, com o número de passageiros e o retorno com as operações caindo após a perda de dois jatos em incidentes separados neste ano.

Em uma apresentação à bolsa de valores, a Malaysian Airline System (MAS) MASM.KL disse que aprofundou o prejuízo líquido do terceiro trimestre para 576,1 milhões de ringgits (170,39 milhões de dólares), ante resultado negativo em 375,4 milhões de ringgits no mesmo período do ano anterior.

O resultado marca o pior prejuízo trimestral para a companhia desde o período de outubro a dezembro de 2011.

"Apesar do declínio no preço dos combustíveis ter ajudado na contenção de perdas no nosso resultado trimestral, a Malaysia Airlines continua a lutar a despeito dos esforços para reduzir a hemorragia financeira", afirmou a companhia em comentário sobre o desempenho.

"Alguns mercados, particularmente a China, continuam a apresentar desafios para retorno aos níveis anteriores", acrescentou a empresa.

O negócio da MAS foi duramente impactado este ano pelo desaparecimento do voo MH370 em março e a derrubada do voo MH17 sobre a Ucrânia em julho.

A companhia está agora enfrentando seu primeiro processo referente ao desaparecimento do voo MH370, depois de dois filhos de um passageiro do voo terem processado o governo da Malásia e a companhia aérea, entre outros, pedindo indenização. Os dois meninos malaios, com idade de 13 e 14 anos, afirmam que a companhia efetivamente rompeu um acordo para garantir uma viagem segura para o seu pai para Pequim.

(Por Al-Zaquan Amer Hamzah e Yantoultra Ngui)