28 de Novembro de 2014 / às 18:33 / 3 anos atrás

Cade aprova compra de fatia em 18 projetos da PDG por fundos da HSI e Petra

(Repete publicação de texto enviado na 5a-feira sem alteração do conteúdo)

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra de participação indireta em 18 sociedades de projetos do Grupo PDG por fundos geridos pela Hemisfério Sul Investimentos (HSI) e Banco Petra. Os projetos são voltados para desenvolvimento de empreendimentos imobiliários residenciais.

O aval foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Segundo documento submetido ao Cade pelas partes, os fundos de investimento em participações HSI High YieldCo-Investment II, da HSI, e FLA I, do Petra, comprarão 51 por cento de 15 sociedades de propósito específico (SPEs), além de 25 por cento de outras três SPEs.

A participação restante nas sociedades, que são constituídas como empresas para desenvolver um projeto específico, continuará sendo detida pelo Grupo PDG.

De acordo com o documento, os empreendimentos envolvidos na operação localizam-se em diversos municípios nos Estados de Amazonas, Bahia, Pará, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

As companhias não informaram valores para a transação, tratando detalhes sobre as SPEs como informação confidencial.

Procurada pela Reuters, a PDG informou que a transação ainda não foi concretizada, pois sua conclusão depende do cumprimento de “diversas condições precedentes”, o que deverá ocorrer nos próximos meses.

“A negociação demonstra o interesse de investidores nos ativos da empresa, atestando a qualidade de nossas operações”, acrescentou a construtora e incorporadora.

No documento apresentado ao Cade, as partes informaram que a parceria com a PDG representa, para os fundos, “uma boa oportunidade de investimento no setor imobiliário brasileiro, que tem apresentado boas taxas de crescimento ao longo dos anos, e atenderá às expectativas de retorno de seus investidores”.

Às 12h56, as ações da PDG exibiam alta de 1,7 por cento, cotadas a 1,18 real, enquanto o Ibovespa mostrava valorização de 1,3 por cento.

Por Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below