Com queda no preço do petróleo, Venezuela anuncia corte de gastos públicos

sábado, 29 de novembro de 2014 10:39 BRST
 

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou na noite de sexta-feira um corte dos gastos públicos, que inclui a redução dos salários de altos funcionários do governo, para enfrentar a queda dos preços do petróleo, a principal fonte de receitas do país.

A Venezuela e outros países que dependem do petróleo para financiar seus orçamentos, pedem um corte da produção à Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), para elevar os preços da commodity.

Mas a Opep decidiu esta semana manter a produção, em um movimento visto como uma vitória para os produtores do Golfo Pérsico, mas um golpe para outros países, como a Venezuela.

Diante das receitas menores, Maduro criou uma comissão especial para revisar os gastos e determinar onde se ajustarão as contas.

O presidente venezuelano disse que não serão reduzidos salários dos trabalhadores, tampouco diminuir o ritmo dos gastos sociais.

(Reportagem de Deisy Buitrago)