Uso da capacidade instalada na indústria cai a 80,6% em outubro, diz CNI

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 12:34 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A utilização da capacidade instalada na indústria brasileira ficou em 80,6 por cento em outubro, com dados dessazonalizados, menor em relação ao mês anterior, informou nesta terça-feira a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Em setembro, o uso da capacidade instalada havia sido de 81,1 por cento.

Em outubro, o faturamento real da indústria subiu 3,1 por cento frente a setembro, quarta alta consecutiva. As horas trabalhadas na produção, no entanto, diminuíram 0,3 por cento em outubro em comparação com o mês anterior, enquanto o emprego retrocedeu 0,1 por cento.

A massa salarial e o rendimento médio tiveram expansão de 0,7 por cento no período.

Segundo a CNI, no acumulado do ano até outubro, o faturamento registra queda de 1,7 por cento, as horas trabalhadas na produção recuaram 3,1 por cento e o emprego diminuiu 0,3 por cento no período.

Já a massa salarial e o rendimento médio tiveram alta de 2,4 e 2,7 por cento, respectivamente.

Em outro indicador do setor, o Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística (IBGE) informou nesta terça-feira que a produção industrial brasileira permaneceu estagnada em outubro, com desempenho ruim em todas as categorias, sobretudo na de bens de consumo.

Após resultados fracos em outubro, novembro também não sinaliza reação. O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) mostrou que no mês passado o setor industrial recuou com mais força, com queda na produção, no emprego e em novos negócios, reforçando o quadro de fraqueza da economia brasileira também neste quarto trimestre.[L2N0TL0BM]

(Por Luciana Otoni)