Rússia espera recessão em 2015 por impacto de sanções e preços de petróleo

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 12:51 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - As sanções impostas contra Moscou por causa da Ucrânia e os baixos preços do petróleo vão empurrar a economia russa para a recessão no ano que vem, disse nesta terça-feira o vice-ministro da Economia, Alexei Vedev, uma mudança dramática ante uma previsão anterior de crescimento de 1,2 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

Na primeira projeção oficial de recessão, Vedev disse que o PIB deve cair 0,8 por cento no ano que vem. O ministério cortou a estimativa para o preço médio de petróleo em 20 dólares para 80 dólares por barril em 2015.

"Agora presumimos que as sanções continuarão por todo o ano de 2015", disse Vedev a repórteres. Antes, o ministério esperava que as sanções fossem suspensas em meados de 2015.

"Isso significa para nós mercados de capital fechados para a maioria das companhias e bancos russos, além de condições desfavoráveis de investimento - incerteza e falta de segurança".

O preço menor do petróleo também manterá o rublo pressionado, disse Vedev. O ministério agora projeta uma taxa média de 49 rublos por dólar para a moeda, cerca de 12 rublos a mais que suas estimativas anteriores. Nesta terça-feira, o rublo era negociado a cerca de 51 rublos por dólar.

"Os principais fatores para os ajustes nas previsões são as expectativas de preços presumidos menores que os esperados (anteriormente) para o petróleo", disse Vedev.

(Por Darya Korsunskaya)