Vale avalia IPO de parte da divisão de metais básicos, diz presidente

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 18:39 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A mineradora Vale considera vender fatia de 30 a 40 por cento da sua unidade de metais básicos por meio de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), para arrecadar recursos para projetos importantes em meio à queda do preços das commodities.

"Não estamos considerando vender uma fatia minoritária em IPO a qualquer preço, apenas no caso de termos um preço justo", afirmou nesta terça-feira o presidente da companhia, Murilo Ferreira, a investidores em Nova York.

Alguns analistas avaliaram a divisão de metais básicos em valores entre 28 bilhões e 35 bilhões de dólares.

A decisão final sobre a oferta de ações deve ser tomada até agosto de 2015.

O executivo disse que a empresa estava em conversas com investidores e que, se o IPO for adiante, seria provável a listagem em Toronto, confirmando uma matéria publicada mais cedo pela Reuters.

As maiores empresas de mineração do mundo estão vendendo ativos não essenciais, a fim de resistir a uma era de preços mais baixos causados por um excesso da oferta e pela desaceleração do crescimento da demanda na China.

As margens de lucro da Vale têm sofrido com o preço do minério de ferro, que tende a representar cerca de 80 por cento dos lucros da mineradora. O preço da matéria-prima do aço caiu pela metade neste ano, para cerca de 70 dólares/tonelada.

A divisão de metais básicos da Vale é composta principalmente por ativos de níquel adquiridos em 2006 através da compra da canadense Inco.

"Pode haver uma janela virtuosa por esta oportunidade", disse o diretor financeiro da Vale, Luciano Siani, referindo-se ao potencial IPO, que ele valoriza entre 30 bilhões e 35 bilhões de dólares.

(Por Lucas Iberico Lozada, reportagem adicional de Euan Rocha em Toronto)