Greve de pilotos afeta metade dos voos de longa distância da Lufthansa

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 10:35 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - Pilotos da Lufthansa iniciaram nesta quinta-feira sua segunda greve nesta semana, cancelando cerca de metade dos voos de longa distância programados pela principal companhia aérea da Alemanha, em meio a uma longa disputa sobre um esquema de aposentadoria antecipada.

O sindicato dos pilotos Vereinigung Cockpit (VC), que representa cerca de 5.400 pilotos da Lufthansa, está lutando para manter inalterado um esquema que permite que pilotos se aposentem com 55 anos e ainda recebam até 60 por cento de seu salário antes que os pagamentos regulares da aposentadoria comecem aos 65 anos.

A Lufthansa disse que não aceitará a demanda de que novos pilotos, assim como os que já trabalham com a companhia, possam se aposentar com 55 anos.

A empresa ofereceu mediação ao VC com a esperança de resolver a disputa a tempo para a movimentada temporada de Natal.

A greve, com alcance nacional na Alemanha e a décima neste ano, forçou a Lufthansa a cancelar 37 voos de longa distância e seis voos de carga.

Rotas domésticas e europeias, assim como voos de unidades da Lufthansa como a Germanwings, Austrian Airlines e SWISS não foram afetados.

O conselho da Lufthansa aprovou na quarta-feira planos para expandir suas operações de baixo custo, conforme a companhia luta para competir com empresas de baixo custo como Ryanair e easyJet.

(Por Maria Sheahan)

 
Aviões da Lufthansa parados no aeroporto de Munique. 01/12/2014  REUTERS/Michael Dalder