Centro de meteorologia dos EUA eleva probabilidade de El Niño

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 13:23 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O centro de meteorologista dos Estados Unidos projetou nesta quinta-feira uma chance de 65 por cento de que as condições de El Niño estarão presentes durante o inverno no hemisfério norte (verão no sul), com a possibilidade de durarem até a primavera no norte (outono no sul).

O Centro de Previsão do Clima, uma agência do Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA, elevou sua projeção para a probabilidade do fenômeno meteorológico na comparação com o relatório mensal anterior, que apontava para uma chance de 58 por cento.

A previsão veio após agência australiana de meteorologia BOM afirmar na terça-feira que modelos sugerem que as condições climáticas do El Niño poderão ocorrer durante os próximos três meses, embora os padrões de tempo relacionados ao fenômento já estejam sendo registrados.

No mês passado, o órgão dos EUA havia reduzido levemente a probabilidade de ocorrência do El Niño.

Dependendo da intensidade do fenômeno, a produção agrícola Brasil, mais concentrada no centro-sul, pode ser beneficiada por chuvas.

O El Niño consiste numa desaceleração dos ventos equatoriais, que provoca um aquecimento do Pacífico na região do Equador e fortes chuvas em grande parte da Argentina, Uruguai e Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, além secas em outras partes do mundo.

Mas meteorologistas têm alertado para a ocorrência de um El Niño fraco, que não diminui o risco de estiagem no Sul do Brasil.

Enquanto isso, no Centro-Oeste e no Sudeste, o fenômeno fraco pode resultar em maior risco de "invernadas" --período caracterizado por vários dias de tempo nublado e chuvoso e temperaturas não tão altas--, o que aumenta a chance de proliferação do fungo da ferrugem asiática da soja e de a planta não fazer a fotossíntese adequadamente.

Já com o El Niño tradicional ocorreriam mais pancadas de chuva, com períodos de sol, e o produtor teria maiores produtividades.

(Reportagem de Chris Prentice)