EUA criam 321 mil vagas de trabalho em novembro, maior em 3 anos

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 12:12 BRST
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos atingiu, em novembro, o maior número em quase três anos e os salários aumentaram, o que pode deixar o banco central mais perto de elevar a taxa de juros.

Foram criadas 321 mil vagas fora do setor agrícola no mês passado, maior número desde janeiro de 2012, informou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira. A taxa de desemprego permaneceu na mínima de seis anos de 5,8 por cento.

Os dados de setembro e outubro foram revisados para mostrar 44 mil vagas a mais do que divulgado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters esperavam criação de apenas 230 mil vagas.

Novembro marca o 10º mês seguido em que a criação de vagas supera 200 mil, a mais longa série desde 1994, confirmando que a economia está enfrentando bem as desacelerações na China e na zona do euro, bem como a recessão no Japão.

Há sinais que o fortalecimento das condições do mercado de trabalho começam a provocar crescimento mais rápido dos salários, importante fator que determinará o momento da primeira alta de juro pelo Federal Reserve, banco central norte-americano.

Os ganhos médios por hora subiram 9 centavos em novembro, representando alta de 2,1 por cento ante o ano anterior --ainda bem abaixo do aumento de 3 por cento ou mais que, segundo economistas, deixará o Fed confortável em elevar os juros do atual nível perto de zero, onde estão desde dezembro de 2008.

Muitos economistas acreditam que o Fed irá aguardar até meados de 2015 para elevar os juros.   Continuação...