Bovespa sobe 1% puxada por bancos, mas acumula perda de 5% na semana

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014 18:34 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou a sexta-feira no azul, amparada principalmente na recuperação de ações do setor bancário, tendo o quadro externo positivo como pano de fundo.

O principal índice da bolsa, contudo, teve o pior desempenho semanal desde o final de outubro e o volume financeiro do pregão foi novamente fraco.

O Ibovespa avançou 1,10 por cento, a 51.992 pontos. Na semana, porém, acumulou perda de 4,89 por cento.

O volume financeiro da sessão somou 4,5 bilhões de reais, abaixo da média diária do ano, de cerca de 7 bilhões de reais.

Itaú subiu 1,9 por cento e Bradesco valorizou-se 2,2 por cento, reduzindo parte das perdas da semana, que até a véspera somavam 5,8 e 7,3 por cento, respectivamente, após especulações sobre eventuais medidas tributárias pressionarem os papéis nos primeiros pregões do mês.

O BofA Merrill Lynch avalia que, apesar do risco de uma maior tributação ter efeito recessivo ou impacto negativo no resultado das empresas, no quadro geral pode ser positivo.

"Se combinado com gastos menores, tributação mais elevada pode implicar em um plano fiscal mais crível e, assim, múltiplos mais elevados", escreveram os estrategistas Felipe Hirai e Ligia Araujo, em relatório enviado a clientes.

O chefe da mesa de renda variável da corretora de um banco em São Paulo, que pediu para não ter o nome citado, disse que "o mercado ainda está tentando entender qual será a postura do novo ministro da Fazenda".   Continuação...