"Restam apenas algumas horas" para acordo com a Grécia, diz presidente francês

segunda-feira, 29 de junho de 2015 08:52 BRT
 

Por Ingrid Melander e Julien Ponthus

ATENAS (Reuters) - O presidente francês, François Hollande, fez um apelo de última hora nesta segunda-feira ao primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, para que retorne à mesa de negociações com os credores, dizendo que restam apenas algumas horas para um acordo.

O governo grego chocou os credores ao anunciar no sábado a realização de um referendo em 5 de julho sobre a última proposta de dinheiro em troca de reformas. O país tem agora menos de 48 horas para pagar 1,6 bilhão de euros de um empréstimo do FMI.

Ministros do governo socialista de Hollande foram os primeiros a apoiar o governo de Tsipras, de esquerda, depois que venceu as eleições de janeiro. A França tem procurado muito um acordo, mas as declarações de Hollande deixaram claro que a bola está agora com a Grécia.

"Restam algumas horas antes de a negociação ser encerrada de vez, especialmente para a extensão do programa de ajuda grego", disse ele, após uma reunião de gabinete marcada às pressas para tratar da Grécia.

"Se os gregos, se o seu governo, assim decidirem, eu seria favorável à retomada das negociações", disse Hollande, com expressão grave, nos degraus do palácio presidencial do Eliseu.

Hollande, assim como fez seu ministro das Finanças, Michel Sapin, no início da manhã, disse que a França se mantém disposta a ajudar, mas que cabe agora aos gregos decidirem se querem ou não ficar na zona do euro.

O governo de Tsipras viu sua esperança de construir uma aliança com a França contra as medidas de austeridade ir por água abaixo quando as autoridades francesas afirmaram, depois que ele chegou ao poder, que a França e a Alemanha agiriam em conjunto sobre a crise da dívida da Grécia.

(Reportagem adicional de Michel Rose e Leigh Thomas)

 
Presidente francês, François Hollande, durante discurso em Paris.   29/06/2015  REUTERS/Philippe Wojazer