Apreensão com Grécia derruba Bovespa em dia com Plano de Negócios da Petrobras

segunda-feira, 29 de junho de 2015 17:55 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou a segunda-feira em queda, em sessão marcada pela repercussão ao novo Plano de Negócios e Gestão da Petrobras e nervosismo nas bolsas globais após a Grécia fechar seu sistema bancário e adotar controles de capital após fracasso nas negociações com os credores.

O Ibovespa caiu 1,86 por cento, a 53.014 pontos. O volume financeiro somou 5 bilhões de reais, novamente abaixo da média do ano, de quase 7 bilhões de reais.

Mercados globais reagiram desde cedo com nervosismo ao fechamento de bancos na Grécia, em meio à deterioração nas negociações com credores, após Atenas convocar referendo para o domingo sobre o acordo de reformas em troca de dinheiro.

Em Wall Street, o S&P 500 caiu 2,09 por cento.

Segundo o analista Marco Aurélio Barbosa, da CM Capital Markets, a percepção no mercado é de que há grandes chances de Atenas dar calote na parcela da dívida do Fundo Monetário que vence na terça-fera e muitos veem nesse default a senha para a saída dos gregos da zona do euro.

O profissional disse em nota a clientes que a reação negativa nos mercados está atrelada à "elevação do risco sistêmico" que o evento pode representar.

O pessimismo com a Grécia ofuscou a decisão do banco central chinês de cortar juros pela quarta vez desde novembro e diminuir a quantia de dinheiro que alguns bancos precisam reter em espécie, num esforço para impulsionar a economia.

  Continuação...