Salto nas ações chinesas impulsiona mercados asiáticos, mas crise grega pressiona

terça-feira, 30 de junho de 2015 07:38 BRT
 

Por Saikat Chatterjee

HONG KONG (Reuters) - As ações chinesas avançaram nesta terça-feira depois que a bolsa na China quebrou a sequência de três dias de fortes perdas, mas os ganhos foram limitados por temores de que os papéis poderiam voltar a despencar e conforme investidores aguardavam com nervosismo os próximos acontecimentos na crise da zona do euro.

Às 7he32 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 1,14 por cento, mas permanecia perto da mínima de cinco meses atingida na segunda-feira. O índice japonês Nikkei subiu 0,6 por cento.

"Ainda há incerteza demais nos mercados e investidores estarão observando os acontecimentos na Grécia e na China muito cuidadosamente antes de entrarem", disse a sócia do grupo sueco East Capital em Hong Kong Karine Hirn.

"As autoridades chinesas não iriam querer causar um derretimento que poderia assustar investidores e podemos ver mais medidas para estabilizar o mercado a caminho", afirmou.

A volatilidade no mercado acionário da China nos últimos dias tem causado ondas pela Ásia, pressionando os mercados acionários desde Mumbai até a Austrália.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,63 por cento, a 20.235 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,09 por cento, a 26.250 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 5,55 por cento, a 4.277 pontos.   Continuação...