Alcoa anuncia fechamento de unidade de fundição de alumínio em Minas Gerais

terça-feira, 30 de junho de 2015 10:18 BRT
 

(Reuters) - A produtora norte-americana de alumínio Alcoa informou nesta terça-feira que fechará permanentemente sua unidade de fundição de alumínio primário em Poços de Caldas (MG) em 30 de junho.

A unidade de fundição já vinha tendo sua produção reduzida desde maio de 2014, e as condições de mercado que levaram a essa redução não melhoraram, segundo a empresa.

"O fechamento da fundição de Poços de Caldas remove uma unidade de alto custo do sistema da Alcoa e é mais um passo na criação de um negócio de metais primários mais rentável", disse o presidente global de produtos primários da Alcoa, Bob Wilt, em comunicado.

Uma vez que a unidade for fechada, a capacidade global de fundição da Alcoa será reduzida em 96 mil toneladas, para 3,4 milhões de toneladas. A mineradora, refinaria e a unidade de alumínio em pó e unidade de armazenamento continuarão com operações normais.

Em março, a Alcoa já havia anunciado a suspensão das atividades de sua usina de alumínio em São Luís, com corte de 74 mil toneladas remanescentes de capacidade da Alumar, em uma decisão que a empresa afirmou estar alinhada com o plano de avaliar cortes na produção para otimizar seu portfólio.