PMIs de indústria e serviços da China alimentam esperanças de equilíbrio da economia

quarta-feira, 1 de julho de 2015 09:47 BRT
 

Por Kevin Yao

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor industrial da China cresceu levemente em junho embora não tanto quanto o esperado, enquanto o crescimento no setor de serviços acelerou, mostraram pesquisas oficiais, oferecendo alguns sinais de que a economia do país pode estar lentamente se equilibrando após uma série de medidas.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial permaneceu em 50,2 em junho, inalterado ante a leitura do mês anterior, informou a Agência Nacional de Estatísticas. Analistas consultados pela Reuters esperavam 50,3.

O subíndice de novas encomendas --medida para a demanda interna e externa-- caiu a 50,1 em junho ante 50,6 em maio. As encomendas de novas exportações foram a 48,2 ante 48,9 em maio, indicando contração na demanda externa pelo nono mês seguido.

O PMI do HSBC/Markit, também divulgado nesta quarta-feira, mostrou que a atividade contraiu pelo quarto mês seguido em junho, mas a um ritmo mais lento que em maio, ao chegar a 49,4 ante 49,6 em junho. A pesquisa oficial foca em empresas estatais maiores, enquanto a privada se volta para as pequenas e médias.

Por sua vez, o PMI oficial de serviços avançou para 53,8 ante 53,2 em maio, sugerindo que o crescimento no setor acelerou ligeiramente em junho, compensando parte do peso sobre a economia proveniente das indústrias.

 
Homem segurando bandeira chinesa, na China.  17/06/2015   REUTERS/Tyrone Siu