Expansão do emprego nos EUA desacelera em junho e força de trabalho diminui

quinta-feira, 2 de julho de 2015 10:14 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O crescimento do emprego nos Estados Unidos desacelerou em junho e os norte-americanos deixaram a força de trabalho em massa, segundo relatório divulgado pelo governo nesta quinta-feira que pode alterar as expectativas para a elevação da taxa de juros do Federal Reserve, banco central do país, em setembro.

A criação de vagas fora do setor agrícola somou 223 mil no mês passado, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira. Somando-se ao tom fraco do relatório, os dados de abril e maio foram revisados para mostrar 60 mil empregos criados a menos que haviam sido relatado anteriormente.

Com 432 mil pessoas saindo da força de trabalho, a taxa de desemprego caiu dois décimos de um ponto percentual para 5,3 por cento, o nível mais baixo desde abril de 2008.

A taxa de participação da força de trabalho, ou a parcela de norte-americanos em idade de trabalho que estão empregados ou ao menos procurando emprego, caiu para 62,6 por cento, a leitura mais fraca desde 1977. A taxa de participação alcançou a máxima de quatro meses em maio, a 62,9 por cento.

A renda média por hora ficou inalterada, levando o aumento na base anual para fracos 2,0 por cento.

(Por Lucia Mutikani)

 
Pessoas preenchendo fichas para empregos em Los Angeles, na Califórnia.   04/06/2015  REUTERS/David McNew