Após prisão de Zelada, MPF diz que investigação sobre diretorias na Petrobras chega a "bom termo"

quinta-feira, 2 de julho de 2015 10:40 BRT
 

(Reuters) - O Ministério Público Federal está certo de que crimes estão acontecendo em outros níveis na Petrobras (PETR4.SA: Cotações), mas acredita que as investigações em torno das diretorias da estatal chegaram a um "bom termo".

Em entrevista coletiva, o procurador Carlos Fernando dos Santos disse que as investigações da operação Lava Jato apresentam fortes indicativos de que o ex-diretor internacional da Petrobras Jorge Zelada, preso na manhã desta quinta-feira, recebeu valores na área de aluguel de sondas.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)