BC europeu avalia que plano de QE é suficientemente flexível se surgirem necessidades

quinta-feira, 2 de julho de 2015 11:50 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A ata da reunião do Banco Central Europeu (BCE) de junho mostrou nesta quinta-feira que as autoridades não viram motivo para incrementar o programa de compra de bônus na ocasião (conhecido como QE), mas que também viram o programa como flexível o suficiente para ser alterado se for necessário.

Na reunião, o economista-chefe do BCE, Peter Praet, disse que não há base para fazer qualquer mudança aos programas de compras ou à taxa de juros, e que o crescimento aparentemente continuará a melhorar.

A reunião aconteceu no início de junho. As autoridades reconheceram naquela ocasião que as negociações entre a Grécia e o restante da zona do euro poderiam causar mais turbulências, mas a ata não continha pistas sobre como o BCE reagiria caso os eventos evoluíssem como aconteceu, com calote de Atenas.

"O Conselho Diretor foi unânime em sua avaliação de que é necessário olhar através da volatilidade recente nos mercados financeiros e manter um curso estável de política monetária."

"Como declarado em ocasiões anteriores, o projeto do programa de compra de ativos oferece flexibilidade suficiente para que ele seja adaptado se as circunstâncias mudarem e se a necessidade surgir."

(Por Marc Jones e John O'Donnell)