Índice europeu de ações fecha em queda sob peso de Electrolux e Grécia

quinta-feira, 2 de julho de 2015 14:09 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em queda nesta quinta-feira, pressionado por preocupações com a crise da dívida na Grécia e com a recuperação do euro pesando sobre os exportadores, que tipicamente se beneficiam da fraqueza da moeda.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,39 por cento, a 1.527 pontos.

A sueca Electrolux contribuiu para o sentimento negativo, com o papel recuando depois de uma contestação legal nos Estados Unidos em relação a uma aquisição planejada.

A ação da Electrolux, que controla as marcas Frigidaire, Kenmore e Tappan, caiu cerca de 10 por cento depois que os EUA entraram com processo para impedir que a empresa compre a unidade de eletrodomésticos da General Electric.

Operadores disseram ainda que a incerteza sobre a Grécia significa que muitos investidores não estão dispostos a comprar ações. A Grécia deu calote em um pagamento de empréstimo ao Fundo Monetário Internacional (FMI) na terça-feira e realizará referendo no domingo que pode decidir seu futuro na zona do euro.

Outro motivo para o recuo foi a recuperação do euro, que avançou contra o dólar após dados mais fracos que o esperado de emprego nos EUA.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,33 por cento, a 6.630 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,73 por cento, a 11.099 pontos.   Continuação...