Voto pelo "não" enfraquecerá dramaticamente posição grega em negociações, diz Juncker da UE

sexta-feira, 3 de julho de 2015 08:41 BRT
 

LUXEMBURGO (Reuters) - A vitória do "não" no referendo de domingo enfraqueceria dramaticamente a posição da Grécia nas negociações sobre dívida, disse nesta sexta-feira o presidente-executivo da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, recusando-se a dizer se os credores reabririam as negociações neste caso.

"Se os gregos votarem 'não', a posição da Grécia fica dramaticamente enfraquecida", disse Juncker em entrevista coletiva inaugurando a presidência de seis meses de Luxemburgo na União Europeia.

"O programa acabou, não há negociações em andamento, se os gregos votarem não, eles terão feito tudo exceto fortalecer a posição grega para negociação", ele acrescentou.

"Mesmo no caso de um voto de 'sim', teremos que enfrentar negociações difíceis", afirmou Juncker.

O primeiro-ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel, disse que a União Europeia precisa construir pontes com a Grécia e a Grã-Bretanha, que planeja realizar um referendo sobre a associação à UE.

(Por Michele Sinner)

 
Presidente-executivo da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em Bruxelas. 01/07/2015 REUTERS/Eric Vidal