China busca "manipuladores" em meio a queda no mercado acionário

sexta-feira, 3 de julho de 2015 09:41 BRT
 

Por Nathaniel Taplin e Samuel Shen

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas recuaram novamente nesta sexta-feira, levando as perdas na semana a mais de 10 por cento, enquanto o regulador de títulos afirmou estar investigando suspeitas de manipulação de mercado e anunciou uma série de medidas para evitar uma queda generalizada.

Após um tombo de quase 30 por cento nas ações chinesas desde meados de junho, a Comissão Regulatória de Títulos da China montou uma equipe para bucar "pistas de manipulação ilegal nos mercados".

Após o fechamento do mercado, um porta-voz da comissão afirmou que a China vai reduzir as ofertas públicas iniciais de ações (IPOs) e os aumentos de capital e vai dar suporte a investidores de longo prazo que entrarem no mercado para ajudar a estabilizar os preços.

Ele afirmou também que o financiador oficial de margem para corretagem, que disponibiliza empréstimos para investimento no mercado acionário chinês, vai aumentar sua base de capital para 100 bilhões de iuanes (16 bilhões de dólares) ante 24 bilhões de iuanes para expandir seus negócios.

Uma série de medidas de políticas na última semana, incluindo corte na taxa de juros e relaxamento dos regras de financiamento de margem falhou em evitar as vendas generalizadas.

O banco central da China também rolou 250 bilhões de iuanes em empréstimos de médio prazo no final da sexta-feira para garantir liquidez adequada no sistema.