Plataforma Cidade de Itaguaí chega no campo de Lula, diz Petrobras

sexta-feira, 3 de julho de 2015 18:12 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O navio-plataforma Cidade de Itaguaí, afretado pela Petrobras, já está ancorado na área de Iracema Norte do campo de Lula, informou a petroleira nesta sexta-feira, um passo importante para os esforços da estatal e dos seus parceiros para aumentar a produção em uma das áreas mais promissoras do país.

A nova plataforma, do tipo FPSO (flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo), tem capacidade para produzir até 150 mil barris de petróleo e compressão de 8 milhões de metros cúbicos de gás por dia, informou a Petrobras.

    A operação está programada para começar no terceiro trimestre, segundo o Plano de Negócios e Gestão 2015-2019.

A Petrobras é operadora de Lula, com 65 por cento de participação, e tem como parceiras a britânica BG, com 25 por cento, e a portuguesa Galp Energia, com 10 por cento. A BG está em processo de ser comprada pela anglo-holandesa Shell.

O navio, cujo casco foi convertido a partir de um navio petroleiro de classe VLCC pelo estaleiro chinês China Ocean Shipping Company (Cosco), foi equipado com equipamentos de processamento de petróleo no Brasil.

A plataforma foi convertida e arrendada por 20 anos para a Petrobras por uma joint venture entre a empresa de engenharia brasileira Schahin e a japonesa Modec.

    O navio pode armazenar até 1,6 milhão de barris de petróleo antes de precisar descarregar a produção.

(Por Jeb Blount e Marta Nogueira)