Empresas alemãs dizem que vitória do "Não" significa saída da Grécia da zona do euro

domingo, 5 de julho de 2015 16:19 BRT
 

BERLIM (Reuters) - Os presidentes de duas importantes associações alemãs de empresas afirmaram neste domingo que não veem caminho para a Grécia continuar na zona do euro depois que a população do país rejeitou em referendo os termos de um pacote de socorro financeiro.

"Não, não vamos poder evitar", disse Anton Boerner, presidente da associação de exportadores da Alemanha, quando perguntado pela Reuters se uma saída da Grécia da zona do euro era inevitável.

Georg Fahrenschon, presidente da associação de bancos de poupança da Alemanha afirmou: "Com o 'não', o povo grego se manifestou contra as fundações e regras de um bloco de moeda única. Como consequência, a Grécia deve deixar a zona do euro."