Índices acionários sofrem impacto da Grécia

segunda-feira, 6 de julho de 2015 08:03 BRT
 

Por Wayne Cole e Hideyuki Sano

SYDNEY/TÓQUIO (Reuters) - As ações asiáticas atingiram uma mínima de seis meses nesta segunda-feira após a votação na Grécia contra medidas de austeridade ameaçar o futuro do país no euro e elevar o risco de uma grave crise na zona do euro.

Uma corrida para se afastar de risco levava o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão a cair 2,21 por cento, às 7h58 (horário de Brasília). O índice chegou a registrar queda de 2,8 por cento durante a sessão, sendo a maior queda diária em dois anos.

O mercado acionário chinês contrariou a tendência e subiu em uma sessão volátil após uma leva de medidas de apoio lançadas por Pequim durante o final de semana.

Embora a variação de preços tenha sido forte na região, operadores enfatizaram que os mercados estavam ordenados com poucos sinais de pressões financeiras e muitos presumindo que o Banco Central Europeu irá agir com uma promessa de liquidez extra em algum momento.

"Muito depende agora do que o BCE fizer com o apoio de liquidez para os bancos gregos", disse o chefe de estratégia de operações com ativos do Citi, Antonin Jullier. "O BCE tem a capacidade de limitar a disseminação do contágio."

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,08 por cento, a 20.112 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 3,18 por cento, a 25.236 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 2,42 por cento, a 3.776 pontos.   Continuação...